Senac
 
Fecomercio
Rio de Janeiro

Notícias

Sesc RJ supera o Fiat Minas e volta a vencer na Superliga masculina de vôlei

Equipe carioca não sentiu o fator casa e fez 3 sets a 0, em Belo Horizonte, neste sábado


publicado em 02-12-19

imprimir

O Sesc RJ contou com o oposto Wallace inspirado na noite deste sábado (30.11) para bater o Fiat Minas por 3 sets a 0, parciais de 25-23, 25-16 e 25-21 e voltar a vencer na Superliga masculina. Jogando na casa do adversário, a equipe carioca precisou correr atrás do placar no primeiro set, mas imprimindo um bom ritmo venceu o segundo e o terceiro sets com tranquilidade.

O Início de jogo foi muito equilibrado, com as duas equipes forçando bastante o saque. Mas o levantador Marlon conseguiu manter a velocidade do jogo, utilizando bastante as extremidades. O equilíbrio permaneceu durante quase toda a parcial, com o Minas liderando o placar. O Sesc RJ só assumiu a dianteira no 23º ponto com um ace de Marcão, que substituiu Martinez no fundamento (23-22). O Sesc RJ chegou ao set point com um erro de Honorato e fechou a parcial em 25-23 com Mauricio Borges pontuando pela entrada de rede.

No segundo set o Sesc RJ começou melhor e jogando com mais tranquilidade se manteve sempre a frente. Além da eficiência de seus atacantes, a equipe carioca contou também com os erros mineiros para abrir 18-13. Marcão marcou novamente um ace para fazer 24-15 e o Sesc RJ fechou em 25-16.

O equilíbrio voltou no terceiro set, mas o oposto Wallace seguiu fazendo a diferença para o Sesc RJ. Após o 10º ponto, o time carioca passou a sacar melhor e aproveitar os contra-ataques. O jogo continuou funcionando pela entrada e saída de rede, e o Sesc RJ abriu 15-11. O Minas chegou a encostar duas vezes no placar (15-16 e 19-20), mas o Sesc RJ retomou o controle da parcial. Novamente um ace, desta vez com Gustavão, garantiu o match point (24-20) e o Sesc fechou em 25-21.

Destaque da partida, Wallace teve 31,3% de aproveitamento, marcou 22 pontos e foi eleito o melhor em quadra. O oposto valorizou a regularidade da equipe carioca para reencontrar o caminho da vitória na competição.

“Tivemos altos e baixos, principalmente no primeiro set, mas a nossa regularidade foi muito melhor do que nos outros jogos. Sacamos bem, principalmente do segundo set em diante. Mas o trabalho é esse. Não podemos ficar remoendo derrota, estamos trabalhando muito, mas ainda vamos melhorar. O entrosamento da equipe as vezes demora, mas estamos treinando bastante para evoluir e conquistar os resultados”.

Com a vitória, o Sesc RJ se mantém na quarta posição, com 13 pontos, somando quatro vitórias em seis jogos. Na próxima rodada os comandados do técnico Giovane Gávio enfrentam o Blumenau, na quarta-feira (04/12), às 19h30, no ginásio do Tijuca Tênis Clube.

Mesa Brasil Sesc RJ

Os jogos das equipes feminina e masculina de vôlei do Sesc RJ disputados no Rio de Janeiro têm como entrada 2kg de alimentos não perecíveis, destinados ao ‘Mesa Brasil Sesc RJ’, programa social do Sesc RJ que visa a minimizar os efeitos da fome e do desperdício. Criado em 2000, o Mesa Brasil Sesc, no estado do Rio de Janeiro, recolhe doações de produtos alimentícios em condições de consumo, ainda que eventualmente com baixo valor comercial, e os distribui a instituições de assistência social previamente cadastradas, como asilos, creches, orfanatos, entre outras instituições. O programa atende no estado do Rio de Janeiro a mais de 850 instituições sociais, tendo uma abrangência superior a 90% dos municípios fluminenses. Além das doações, as entidades também recebem mensalmente ações educativas com o objetivo de ensinar o aproveitamento integral de alimentos, com a utilização de cascas, sementes e talos, na elaboração de receitas nutritivas e saborosas.

Os alimentos podem ser trocados por ingressos com antecedência nas unidades do Sesc RJ e em dias de jogos nas bilheterias do Ginásio Álvaro Vieira Lima (Tijuca Tênis Clube), sempre duas horas antes do início das partidas.

Fotos: Orlando Bento/MTC